Menu
Esqueceu sua senha? Cadastre-se
O Perfeccionismo Impede a Felicidade
 
 

O conceito que o homem tem, consciente ou inconscientemente do que seja uma vida feliz, está sempre ligado a uma vida perfeita.

Ele não consegue desfrutar da vida se ele for imperfeito, se seus vizinhos, sua situação de vida, seus relacionamentos forem todos imperfeitos. Este é um dos nossos grandes conflitos e confusões internas.

Muitas crianças crescem em um ambiente em que a expectativa dos pais é de que sejam perfeitas e muitas vezes não são elogiadas, nem recompensadas por serem boas, no entanto, são punidas ou levadas a se sentirem inadequadas quando se comportam mal, ou seja, quando são imperfeitas.

Logo, no entendimento da criança, se ela não for perfeita, ela não receberá o amor dos pais e se não for amada será infeliz, sendo isso na grande maioria das vezes não pensado, mas sentido.

Intelectualmente todos sabem que não existe perfeição. Ainda inconscientes da nossa exigência interna de perfeição, não temos a total consciência do quanto a nossa nescessidade de perfeccionismo impede a felicidade e confundimos o perfeccionismo como luta pelo crescimento, pelo desenvolvimento, pelo aprimoramento pessoal.

O perfeccionismo nega a realidade temporária da imperfeição e da limitação da maneira mais doentia, fazendo com que as emoções sejam manipuladas para evitar a verdade, reduzindo, distorcendo, moldando, deslocando para outros aspectos do eu, assim passamos a não agir de maneira espontânea.

Todos os sentimentos não genuínos e artificialmente manipulados induzem desarmonia interna, angustia, amargura, ansiedade, culpa, sensação de estar pouco à vontade consigo mesmo, todavia os sentimentos autênticos, nunca diminuem o respeito por si mesmo, a segurança pessoal, o conforto emocional, a integridade.

Qual é o preço a ser pago para sermos mais felizes, apesar de não sermos perfeitos? O preço é encarar o fato desagradável, tantas vezes não lisonjeiro, da imperfeição e gradualmente, trabalhar para eliminá-lo.

O perfeccionismo não quer o desenvolvimento, ele exige a magia de eliminar as etapas necessárias para acalçar o objetivo.

Nossa expectativa é a perfeição total e não o crescimento passo a passo. Nossa pressa e vergonha por não sermos perfeitos cria uma parede rígida que torna o crescimento e a mudança impossíveis.

O que temos a fazer é olhar para dentro, ver e avaliar, é preciso flexibilidade para mudar.

 

Aurea Mayumi Hokama e Maria Cecília Camões de Pinho Maia

Helpers Pathwork

 

 

 

 

 
Facebook Share Button


 Deixe seu comentário para esta publicação

 
  
 
  
  
Pathwork São Paulo - São Paulo - SP
E-mail: contato@pathwork.com.br



 comentários para esta publicação




   Receba nossas notícias